Ligue já! Instalação em até 24 horas

Localize Franceses

Fixo:(98) 32463451

Celular:(98) 989251010

Localize Turu

Fixo:(98) 32483758

Celular:(98) 989092910

Localize Maiobão

Fixo:(98) 2107-3520

Celular:(98) 98322-2727

Localize Franceses

Fixo:(98) 32463451

Celular:(98) 989251010

Localize Turu

Fixo:(98) 32483758

Celular:(98) 989092910

Localize Maiobão

Fixo:(98) 2107-3520

Celular:(98) 98322-2727

Acesso ao sistema de rastreamento:

anyto imyfone gps

Fonte: https://www.meupositivo.com.br

Grande parte dos serviços que utilizamos no smartphone e que se baseiam na localização do usuário só são possíveis graças à invenção do Sistema de Posicionamento Global (GPS). Porém, existem algumas curiosidades sobre o GPS que muitas pessoas ainda ignoram.

Esse sistema é possível graças aos satélites que orbitam o planeta Terra. A partir do cruzamento das informações sobre as suas coordenadas, é possível apontar com precisão em que local do planeta o dispositivo está. Sem ele seria muito mais difícil dirigir pelas estradas ou mesmo se guiar nas grandes cidades.

Entretanto, se engana quem pensa que a utilidade do GPS se resume a isso. Listamos aqui algumas curiosidades sobre esse importante sistema que hoje é utilizado em praticamente todas as áreas possíveis. 

1. Monitoramento de atividades vulcânicas

Os cientistas observam as movimentações das atividades vulcânicas graças aos sinais de GPS. Para isso, aparelhos de alta precisão são colocados nas proximidades dos locais em que há possibilidade de atividade, permitindo a verificação de movimentos do magma. Com isso, é possível compreender quando os movimentos podem virar uma erupção, e alertas são emitidos.

Mesmo depois da erupção os dados do GPS continuam sendo úteis. A análise das distorções no sinal, causadas pelas cinzas lançadas pelos vulcões, permitem o cálculo da velocidade de deslocamento das cinzas e do alcance que elas podem ter. Em muitos casos, as nuvens cruzam vários países até se dissipar.

2. Monitoramento de alterações no nível dos mares

Você sabia que o nível da maré também pode ser calculado com o GPS? A lógica é simples: quando o sinal é emitido pelo satélite ele reflete na superfície do mar. Quanto mais “alta” for essa superfície, maior é o indicativo que a maré está subindo. Graças à precisão do sistema esses dados podem ser analisados em tempo real.

A partir dessas medidas os pesquisadores conseguem estimar ainda o nível de profundidade dos oceanos. Além disso, é possível entender como a intensidade das chuvas modifica as correntes marítimas e a rotina dos oceanos. Trata-se de uma informação fundamental para quem vive em regiões litorâneas.

3. Monitoramento e prevenção de terremotos

Identificar a possibilidade de ocorrência de um terremoto minutos antes que ele aconteça pode ser fundamental para salvar vidas. Os sinais de satélite podem ser utilizados com essa finalidade. Se por um lado os sismógrafos identificam as movimentações que acontecem no interior da terra, o movimento das placas tectônicas é identificado também por GPS.

As informações coletadas pelo GPS são essenciais especialmente para definição da magnitude dos terremotos. Um estudo conduzido nos Estados Unidos e que levou em consideração 12 terremotos concluiu que o GPS é uma das ferramentas mais precisas para medir esse índice. Foram necessários apenas dez segundos para chegar à resposta certa.

4. Análise da atmosfera

A exemplo da lógica da poeira e das cinzas provenientes das erupções vulcânicas, é possível utilizar o GPS também para identificar as condições atmosféricas. Isso porque o vapor d’água também pode causar interferências no sinal. A partir desses dados é possível estimar o volume de chuvas e até mesmo evacuar certas regiões, se necessário.

Além disso, há estudos que mostram ser possível analisar as partículas elétricas do ar. Mudanças bruscas no volume de partículas na atmosfera podem ser um indicativo de tsunamis ou, em menor escala, de ondas com altura acima da média sendo formadas nos oceanos.

Você sabia que o GPS era útil para tantas funções assim?